Carrinho de compras
Seu carrinho está vazio

Atendimento

0

Frete Grátis RJ

Acima de R$1.000

5% desconto

Pagamento A vista em todo site

Atendimento Humano

Fale com nossos vendedores

Pague com cartão

em ate 3x s/ juros

Pague na Entrega

Disponível Apenas no Rio de Janeiro

18/12/2023

Produção de arroz deve cair ao menor nível em 25 anos

A produção de arroz no Brasil deve ficar abaixo de 10 milhões de toneladas ao final da safra em 2023, algo que não acontece há 25 anos, segundo estimativa da Companhia Nacional do Abastecimento (Conab).

Já a produção do feijão deve se manter em patamares parecidos aos das últimas 3 décadas, com 2,9 milhões de toneladas.
O avanço da soja e do milho e a diminuição no consumo de arroz e feijão ajudam a explicar redução histórica (veja abaixo).
Segundo especialistas, a falta de incentivos ao plantio de arroz e feijão pode trazer riscos para a segurança alimentar e aumentar o preço desses produtos.

Por que caiu a produção?

A queda da produção do arroz e feijão acompanha a redução da área plantada dessas culturas, estimada em 30% nos últimos 16 anos. No mesmo período, a de soja quase dobrou (+86%), ao passo que o milho avançou 66%.

Essa disputa por espaço entre as culturas é apontada como o principal motivo por trás da perda do protagonismo do arroz e feijão. Outra causa é a diminuição do consumo desses grãos.
Apesar da queda da área plantada, o aumento da produtividade faz com que não esteja faltando arroz e feijão nos supermercados.

Fonte: Por que a produção de arroz deve cair ao menor nível em 25 anos | Agronegócios | G1 (globo.com)