Carrinho de compras
Seu carrinho está vazio

Frete Grátis RJ

Acima de R$1.000

5% desconto

Pagamento A vista em todo site

Faturamento para Empresas

Pague em 30 dias Somente CNPJ no RJ

Pague com cartão

em ate 3x s/ juros

Pague na Entrega

Disponível Apenas no Rio de Janeiro Capital

30/06/2024

Café tem semana agitada, mas encerra apenas com ajustes nos preços e abaixo de 230 cents/lbp

Depois de uma semana agitada, o mercado do café teve um dia de poucos ajustes nos preços nos terminais de Londres e Nova York. O setor continua monitorando os estoques, safra brasileira e clima nas principais origens produtoras do mundo. 

Em Nova York, setembro/24 teve alta de 45 pontos, negociado por 226,80 cents/lbp, dezembro/24 teve alta de 45 pontos, valendo 226,80 cents/lbp, março/25 teve valorização de 30 pontos, cotado por 222,85 cents/lbp e maio/25 teve valorização de 15 pontos, valendo 220,95 cents/lbp. 

Em Londres, o tipo robusta com vencimento em setembro/24 teve queda de US$ 36 por tonelada, negociado por US$ 4011, novembro/24 teve queda de US$ 15 por tonelada, valendo US$ 3850, janeiro/25 teve queda de US$ 11 por tonelada, cotado por US$ 3680 e março/25 teve desvalorização de US$ 9 por tonelada, valendo US$ 3588. 

"O arábica recuperou suas perdas na sexta-feira e subiu após as previsões meteorológicas indicarem chuva limitada nas regiões produtoras de café do Brasil na próxima semana, desencadeando a cobertura de posições vendidas em futuros de café arábica", acrescenta a análise do site internacional Barchart.

Por aqui, safra de 2024 de café está em pleno desenvolvimento e apesar das condições do tempo serem positivas para a qualidade da bebida, as altas temperaturas e o tempo muito levantam preocupações para a safra do ano que vem. 

É certo afirmar que ainda é muito cedo para falar de impactos negativos na produção de 2025, mas em diversas regiões o déficit hídrico já chama atenção.

No Brasil, o dia também foi marcado apenas por ajustes em algumas das principais praças de comercialização do país. 

O tipo 6 bebida dura bica corrida teve alta de 1,45% em Machado/MG, negociado por R$ 1.400,00, Campos Gerais/MG teve valorização de 0,72%, valendo R$ 1.400,00 e Franca/SP teve alta de 0,70%, cotado por R$ 1.430,00. 

O tipo cereja descascado teve alta apenas em Campos Gerais/MG, com valorização de 0,69%, valendo R$ 1.460,00. 

Fonte:
 Notícias Agrícolas